Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PROSAS VADIAS

PROSAS VADIAS

18.Mar.08

Coimbra, cidade das penas

Hoje, num jornal regional das beiras, antigo Ministro, "pai" do S.N.S, declarava-se membro efectivo dos transportes públicos de Coimbra. Vulgo "tarde e a más horas" ou "sardinha em lata" como conhecido entre transeuntes das ruas da minha cidade. A certo momento, qual arroubo de nostalgia solta-se a frase "pena que acabassem os eléctricos" na cidade. Cidade de penas. Isso. Coimbra é uma cidade de penas. Penosa. Reavivar a memória do eléctrico, não é saudosismo, ou sonho de nostálgico. Na realidade é dotar a cidade de um meio ecológico e com potencial turístico que foi esquecido quando se mandaram arrancar linhas e acabar com o "barulhento" Eléctrico. Que o digam  Lisboa e Porto. Somos uma cidade de penas. É isso. Votada ao silêncio, surda.

 

18.Mar.08

Estes espantos que já não me espantam

Pior que cão de raça, dita perigosa, só taxista adorador de Baco. Pior que isso, puder continuar a conduzir.

Triste país este no qual um ministro agricultura defende e aplaude campanhas de moderação alcoólica quando em causa está um

sector da economia poderoso. Triste país este que não defende as suas crianças. Triste.