Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PROSAS VADIAS

PROSAS VADIAS

27.Fev.08

Futilidades aparentes

A estranha proibição de ter roupa a secar ao sol na parte da frente dos prédios de habitação urbana é mais uma demonstração do nosso arreigado espírito proibicionista. As denominadas "administrações de condóminos" são, nos dias de hoje, os zelotas da insana medida e vigilantes da moral pública no que concerne à exposição ao sol das nossas roupas.

País de sol, é com inóspita intolerância que muitos portugueses são impossibilitados de expor  a sua roupita ao proclamado "Astro-Rei". É proibido colocar o estendal na parede das varandas voltadas para a "parte da frente do prédio". Considero este acto absolutamente inaudito! Estou farto de olhar para o prédio onde habito tentando descortinar a dita frente, dado que este se encontra rodeado de prédios por todos os lados. Ou seja, os vizinhos que moram nas ditas traseiras podem expor a sua roupinha aos olhares dos vizinhos que possuem a frente do seu prédio voltada para as traseiras do meu.  Nós moramos "na frente" ou seja "virados para a frente do prédio" onde se situa a porta de entrada, dai não podermos colocar roupa a secar na varanda que está virada para a frente do prédio. Mas avisaram-nos que por outro lado ser podia ter a roupa a secar se esta for pendurada no gradeamento da própria varanda. Que aí a "administração do condomínio " não podia fazer nada! Confusos? Também eu! Ao fim destes anos todos continuo extremamente confuso. Somos simplesmente um país de sol...mas aos quadradinhos! O célebre "manual de instruções do português em Portugal" está mentalmente desactualizado ou então os particulares, os cidadãos deste país, os "administradores de condominío" prosseguem ou imitam a sanha fiscalizadora e proibicionista do estado em que vivem elevando  a prática ao zénite da patetice Coisas de condomínios. Tratamo-nos uns aos outros como atrasados mentais. É mais isso que outra coisa. Ou então esta é mais uma das proibições na "moda" como refere António Costa Santos no seu livro "Proibido". Assim seja. Ia a escrever outra coisa mas atirei o teclado contra a parede. Ora esta... num país de sol já não se pode secar a roupa ao sol...Conseguem imaginar?

2 comentários

Comentar post