15
Jun 10

 

 

Foto Luís Ramos/Público (1994)

 

Não venho contar nenhuma piada de caserna. O titulo apenas serve como referência ao "coro das velhas" queixosas do Estado a que "isto" chegou! Este coro abrange actualmente  ex-ministros, ou outros indivíduos, que, ao longo destes 36 anos, filiados ou independentes, nos dois partidos, que entre si dividiram o aparelho de Estado e a governação do país. Quem os ouça com alguma atenção, entre o ruído absurdo das "vuvuzelas", parece que não tiveram responsabilidades nenhumas no estado a que isto chegou. Invariavelmente, muitos deles, vão perorando, aqui e ali, receitas milagrosas. Assobiando para o ar, o que eu  observo é o habitual sacudir da água do capote, fórmula habitual, e manhosa , do português que se acha mais esperto que os outros. Esta forma de estar não pode ser mais que uma piada de caserna que nos estão a tentar contar. Com um senão, as piadas com que estes senhores nos tentam entreter não tem absolutamente piada nenhuma, nem são de caserna. Lembram-me certos indivíduos  que, pensando que tem jeito para contar anedotas, passam a vida a tentar conta-las sem se aperceberem que não tem piada nem para as contar, quanto mais conseguir  construir uma boa piada.  Em conclusão: tivemos a "Brigada do reumático", somos  agora presenteados  com os "Bobos do Reumático"!  Uma nova brigada tão ou mais responsável pelo estado a que o país chegou! Querem-nos fazer crer que não, ou pensam  candidamente que não..Mas essa sua atitude é apenas uma piada de caserna, mal contada!

publicado por carlosfreitas às 09:30

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO