03
Abr 10

Deparei-me com o texto do Luís Fernandes, texto que, ele sim, melhor serve de legenda para uma extraordinária fotografia do "velho" Santa Cruz. E as palavras do Luís como que o iluminam muito para além do café para turistas ou "ex-libris" de uma cidade quase esquecida. Outros locais idênticos foram desparecendo na voragem do dessassossego, erguidos, aqui e ali, pelas memórias de quem os conheceu. Não é bem este o caso, embora já tenham sido feitas algumas tentativas, Sabemos, e é esse o prazer, do que falamos e sentimos. Para isso aqui lhe deixo outra em jeito de agradecimento pela bela prosa com que brindou a foto do Santa Cruz.

publicado por carlosfreitas às 20:05

Ai gosta de ser roubado? Ai é? Então vai mais esta! Pois, então!
Eu deixo lá umas palavritas. Está a ver? Quanto não vale um "patuà"?
Abraço.
Luís Fernandes a 8 de Abril de 2010 às 15:36

Na realidade não sou muito versado em "patuá", mas, quem sabe se um dia não irei por aí. Ora, como patuá não enche barriga, segundo ouço, que tal recorrer ao seu acervo um dia destes?
carlosfreitas a 9 de Abril de 2010 às 19:48

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO