17
Ago 09

Em Portugal não se morre.

Nas estradas, o morrer é uma éspécie de suicídio colectivo de um povo. Em Portugal é o desgosto que mata .

Definha-se.

publicado por carlosfreitas às 12:53
tags:

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO