04
Jul 09

Com um Presidente da República a desafiar o nosso baixo coeficiente de inteligência com os recentes comentários sobre o que aconteceu em pleno parlamento, esquecendo porventura outras situações, noutros momentos e com outras personagens. Escamoteando. Assiste-se agora ao seu ex-partido(?) a fazer isto. Adivinhamos que vamos sair de uma para nos meter noutra. Também não é difícil adivinhar. O PSD cava agora sepultura na qual se verá enterrado daqui a uns tempos. É que a existir ingerência, basta fazer as contas e perceber quem mais tempo governou este país nos últimos trinta anos.Todos sabemos que é possível. Todos sabemos que acontece, embora seja díficil provar. O PSD sabe-o, os seus dirigentes igualmente. Entramos no vale tudo. Nem sei para quê.

publicado por carlosfreitas às 02:31

vou deixar aqui um excerto de um poema de Jorge de Sena " No País dos Sacanas" (1973)

Não, o melhor seria aguentar, fazendo que se ignora.
Mas claro que logo todos pensam que isto é o cúmulo da sacanice,
porque no país dos sacanas, ninguém pode entender
que a nobreza, a dignidade, a independência, a
justiça, a bondade, etc., etc., sejam
outra coisa que não patifaria de sacanas refinados
a um ponto que os mais não são capazes de atingir.
No país dos sacanas, ser sacana e meio ?
Não, que toda a gente já é pelo menos dois.
Como ser-se então nesse país ? Não ser-se ?
Ser ou não ser, eis a questão, dir-se-ia.
Mas isso foi no teatro, e o gajo morreu na mesma.

Um bom fim de semana
MANUELA FREITAS a 4 de Julho de 2009 às 19:53

Estou completamente de acordo ...
não sei para quê?
MANUELA FREITAS a 4 de Julho de 2009 às 19:56

Obrigada por relembrar o Jorge de Sena. É que já andamos à tanto tempo muito para além do adro da nossa aldeia...
Só posso mesmo agradecer-lhe.
carlosfreitas a 4 de Julho de 2009 às 23:09

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO