24
Jan 09

 

O que é que tenho andado a fazer? Embrenhado nas caixas de comentários dos denominados orgãos de referência e, entre algumas, muito raras, peças de inteligência argumentativa, reparei, cada vez mais, que estas foram transformadas em autênticos autoclismos da indigência mental em que vivemos, da imagem que, enquanto sociedade, possuímos de democracia. Regressar à tona é como sobreviver a um pesadelo. 

publicado por carlosfreitas às 12:13

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO