01
Jan 09

 

 

Na realidade nunca foram uma das minhas bandas preferidas, embora, com alguns descontos, tenha travado conhecimento com os Supertramp por volta de 1976. Precisamente com este, na época chamava-se álbum, de 1975, cuja capa, ainda hoje representa o que de melhor se pode desejar a todos os meus amigos. Comprova que o rock não morreu, apenas fez um interregno pelos caminhos da globalização. Até ele senhores! Viva o rock. Viva 2009 cheio de lutas. Lutem por qualquer coisa. Mas lutem. Continuemos a lutar. Estranho este desejo para 2009, não é?

publicado por carlosfreitas às 09:54
tags:

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO