16
Dez 08

"admitiu que "com este PS", liderado por José Sócrates, "dificilmente" será candidato nas próximas eleições legislativas." Não é preciso. É mais que provável. Quase certeza. É a lei dessa velha lógica política, a de quem não está connosco, está contra nós. Eis o último folego num partido que se afirma enquanto projecto de esquerda. Mas já lá vai algum tempo que se dizia que Mário Soares havia enfiado o socialismo na gaveta, embora então muitos afirmassem que tal não era verdade, nem projecto. Muitos anos depois...na aldeia gaulesa...

ouve-se de novo música, muito pouco agradável para os ouvidos neo-liberais que pastoreiam o actual partido. Embora, como na banda desenhada, firmemente manietado, devido à pouca qualidade da música executada, nunca o fiel bardo foi banido da aldeia. Ou ele, por vontade própria, se exilou. Nunca, de forma conclusiva. Daí que os próximos capítulos da saga tragam peripécias dignas da aldeia gaulesa em que se transformou o Partido do punho, desculpem, da rosa.

publicado por carlosfreitas às 10:58

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO