17
Out 08

 

O silêncio, escriturísticamente (palavra inexistente e despudoradamente roubada a um empresa de material para escritório) falando é de ouro. Não que seja possível coloca-lo em bolsa e com ele obter mais-valias, mas que diabo se é de ouro convém guarda-lo. Onde? Bem numa "pen" de certeza que não. Dá pena olhar para todos eles a fazerem fraca figura. Por agora reservo o silêncio, pois sendo de ouro e esperando que não venha a pagar elevado imposto, fico a observar os passos em falso, desculpem os Passos Perdidos.

 

publicado por carlosfreitas às 16:29

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO