12
Out 08

 

"É natural. Vivemos numa época em que cada qual fala para si mesmo na companhia de muitos outros." 

   Anjo Ancorado - José Cardoso Pires

 

Este post, merece ser comentado pelo seu autor. Apenas para este vir escrever que se referia àquela nobre profissão que é a de deputado da nação. Enquanto funcionários dos partidos, com as honrosas excepções, as habituais e conhecidas, fazem o que criticam noutros partidos ditos à sua esquerda. Já os ouvi. Embora nem uns nem outros tenham razão. Ou seja embarcam na canção "se não votas como eu quero... com as listas partidárias a serem cozinhadas, ficas a ver navios...". Ou então a frase mortal "perdes o emprego e vais para casa, mourejar". Um verdadeiro martírio ser-se deputado. Claro que não é bem assim, mas não deve andar muito longe da realidade. Dai colocarem a consciência numa caixa de sapatos e arruma-la no armário é o pequeno passo que a maioria deu para enterrar mais a política em que se movimentam. Ainda (penso que poucos, cada vez menos) lhe chamam nobre arte. Bem, mentir é na realidade uma arte. Asquerosa, no entanto. No entanto até é uma arte. Prodigiosa, acreditem. Durmam bem.

publicado por carlosfreitas às 00:10

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO