03
Set 08

Diz a Galp, e eu acredito, que o recente aumento dos combustíveis em Portugal tem como motivo a instabilidade gerada pelo furacão "Gustav". Ora, sendo assim, desconfia-se que o dito furacão terá mudado a previsível rota encontrando-se, quase de certeza, e segundo me parece pelas perspectivas apontadas, em rota colisão com os bolsos dos portugueses. A Galp em face da queda dos preços do crude, cerca de 40 dólares nos últimos dois meses, lá vai cantando e rindo, como os de triste memória. Não entendo nada sobre a formação de preços do mercado nacional de combustíveis. Mas uma coisa consigo entender sobre as fórmulas justificativas é que estas ajudam a preencher o anedotário nacional. Argumentos pouco racionais, mas altamente eficazes a partir da próxima meia-noite. Aumente-se devido ao Gustav, ao Alfred, ao Heinrich, ao Nabo, ao Adolf. Heil Galp! Alguém terá gritado.

 

A foto foi "galpanizada" AQUI.

publicado por carlosfreitas às 23:06

Se morressemos de sarcasmo ja nos tinhas morto a todos.
D.H.F a 11 de Setembro de 2008 às 04:35

Servirá o sarcasmo para mais alguma coisa.
carlosfreitas a 11 de Setembro de 2008 às 13:50

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO