13
Jul 08

 

 

Dizia a minha avó que o melhor sitio era debaixo do colchão. E o link é conversa. Bem vistas as coisas a avó, a minha, apenas conheceu uma pequena parte do capitalismo selvagem, a parte que lhe tocou. Partilhara, com meio mundo, as "bichas" de racionamento e dividiu uma única sardinha por quatro ou mais filhos, assunto que trocava regularmente por miúdos explicando assim o milagre dessa repartição. Imagine-se assim a não ter acesso ao que lhe pertence. E que estas nacionalizações no país do capitalismo explicam muita poeira. E vejam o desespero apenas entrevisto. Recordo os momentos, semelhantes, recentes vividos na Argentina e Açores. Ninguém está imune. Basta uma Quinta-feira tornar-se de repente negra.

 

(*) José Régio

publicado por carlosfreitas às 14:10

è a economia que temos...
Ti inácio a 14 de Julho de 2008 às 19:51

Ou que não temos.
carlosfreitas a 15 de Julho de 2008 às 13:02

Pena que homens como Roosevelt só apareçam logo depois dessas quintas-feiras negras. Tudo porque, infelizmente, os políticos são na sua maioria uns grandes cábulas. Ou se não são, parecem ser, pelo menos quando estão no acto. Se estudassem um pouco mais e aprendessem com os erros do passado... E livre-nos Deus de, depois das próximas eleições, vermos no governo alguém de saias e de lápis atrás da orelha...
JP a 19 de Julho de 2008 às 00:43

Será a avózinha adormecida?
carlosfreitas a 19 de Julho de 2008 às 01:32

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO