30
Jun 08

Fonte: Revista Única, Expresso nº 1687 de 26 de Fevereiro de 2005, p. 56.

 

Segundo o semanário esta teria sido a noite da Esquerda. O semanário pensa que somos parvos. Provavelmente pensa e pensa bem. Uma esquerda bem comportadinha dentro dos cânones exigidos pela sua democracia, embora já nem os patrões lhe tenham respeito. Malandros. Sendo assim coloco-me também de acordo. Embora não seja muito de alinhar em consonâncias. É que não sou amigo político de Mugabe, nem escondido. Que fique dito. Mas, vamos ao que interessa, pergunto, e estes, também?  Embarcaram na folia liberal dos rosas, sem saber para onde iam. Se avisados, o que fariam? Nada. Absolutamente nada. Fariam o mesmo. É como preencher o totobola ou o euromilhões. Nas seguintes farão o mesmo. Preenchem o boletim do concurso. Não, não, é a mesma coisa o boletim de voto mas, muitos, pensam que sim. Aliás, passam a vida a abanar a cabeça a dizer que sim, que sim,  a tudo. Até ao Bloco Central. Desde que lhes matem os papões eles embarcam em tudo.

publicado por carlosfreitas às 10:09

eXTReMe Tracker
Carlos Freitas Almeida Nunes
pesquisar
 
pesquisar
 
arquivos
RSS
blogs SAPO